Últimas Publicações

Obrigações do Dia

  • 31/Março/2020 – 3ª Feira.
  • IOF | Imposto sobre Operações Financeiras.
  • COFINS/PIS-PASEP | Retenção na Fonte – Autopeças.
  • IRPJ/CSL | Imposto de Renda Pessoa Jurídica e da Contribuição Social sobre o Lucro | Apuração mensal.
  • IRPJ/CSL | Imposto de Renda Pessoa Jurídica e da Contribuição Social sobre o Lucro | Apuração trimestral.
  • IRPJ/CSL - Lucro real anual - Saldo de 2019.
  • IRPJ | Imposto de Renda Pessoa Jurídica | Renda variável.
  • IRPJ/Simples Nacional | Ganho de Capital na alienação de Ativos.
  • IRPF | Imposto de Renda Pessoa Física.
  • REFIS/PAES | Programa de Recuperação Fiscal.
  • REFIS | Programa de Recuperação Fiscal.
  • Previdência Social (INSS) | Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro | Profut | Parcelamento de débitos junto à RFB e à PGFN.
  • Previdência Social (INSS) | Programa de Recuperação Previdenciária dos Empregadores Domésticos - Redom (Parcelamento de débitos em nome do empregado e do empregador domésticos junto à PGFN e à RFB).
  • DOI | Declaração de Operações Imobiliárias.
  • DME | Declaração de Operações Liquidadas com Moeda em Espécie.
  • Operações com criptoativos.
  • Programa bienal de segurança e medicina do trabalho.
  • Declaração de Benefícios Fiscais (DBF).
  • Declaração de Transferência de Titularidade de Ações (DTTA).
  • Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais (Defis).
  • Informações prestadas pelas entidades de previdência complementar, sociedades seguradoras e administradoras de Fapi
  • Declaração de Rendimentos Pagos a Consultores por Organismos Internacionais (Derc).
saiba mais

Indicadores Econômicos

Moedas - 27/03/2020 15:52:48
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 5,021
  • 5,023
  • Paralelo
  • 4,370
  • 5,100
  • Turismo
  • 5,000
  • 5,300
  • Euro
  • 5,537
  • 5,541
  • Iene
  • 0,046
  • 0,046
  • Franco
  • 5,212
  • 5,216
  • Libra
  • 6,094
  • 6,097
  • Ouro
  • 261,110
  •  
Mensal - 04/03/2020
  • Índices
  • Jan/20
  • Dez/19
  • Inpc/Ibge
  • 0,19
  • 1,22
  • Ipc/Fipe
  • 0,29
  • 0,94
  • Ipc/Fgv
  • 0,59
  • 0,77
  • Igp-m/Fgv
  • 0,48
  • 2,09
  • Igp-di/Fgv
  • 0,09
  • 1,74
  • Selic
  • 0,38
  • 0,37
  • Poupança
  • 0,05
  • 0,05
  • TJLP
  • 5,09
  • 5,57
  • TR
  • -
  • -
saiba mais

Saiba quando é possível recuperar tempo de serviço sem pagar o INSS

Durante a vida profissional de uma pessoa podem existir tempo de serviço que trabalhou sem registro em carteira ou exerceu atividade como contribuinte individual e deixou de contribuir com o INSS. Saiba que esse tempo pode ser recuperado. Continue lendo a matéria e descubra como.

A vantagem de recuperar esses períodos é muito grande, pois se você ainda não tem o tempo de contribuição necessário para sua aposentadoria, pode ser que recuperando ele você possa se aposentar. 

Mas, se você já tem o tempo suficiente para aposentadoria, recuperar o tempo de serviço que ficou sem pagar o INSS pode trazer um aumento a sua aposentadoria, mesmo caso se você já está aposentado, ele poderá trazer um aumento para seu benefício. 

Muitas pessoas não sabem, mas em alguns casos a comprovação de trabalho sem contribuição pode até ser contabilizada sem ter que pagar mais por isso. 

Quem não precisa pagar nada para o INSS para ter esse período contabilizado? 
Algumas pessoas não precisam contribuir retroativamente, pois a obrigação de pagar o INSS na época em que deixou de contribuir não era do trabalhador, mas sim da empresa que trabalhava.

Entre eles: Trabalhador rural antes de 1991, o trabalho prestado como contribuinte individual ou autônomo para uma pessoa jurídica e quem tinha emprego informal (aquele sem registro em carteira) e aqueles que tinham registro em carteira mas o contratante não contribuiu.

IMPORTANTE! É necessário comprovar que trabalhou durante este período.

Quem precisa pagar o INSS para ter o período contabilizado?
Algumas pessoas precisam pagar o tempo que ficou sem contribuir com o INSS e quer o contabilizá-lo. Da mesma forma é necessário comprovar que estava trabalhando no período.

Não é todo mundo que pode pagar o INSS em atraso. Somente o contribuinte individual pode desde que comprove.


Como comprovar que estava trabalhando?
Declaração de imposto de renda, que comprove quanto a pessoa recebia pela profissão exercida;
Inscrição da profissão na prefeitura ou em algum órgão;
documento que indique sua profissão ou mostre que estava trabalhando no período.

Fonte: www.jornalcontabil.com.br | 17/09/2019

Site desenvolvido pela TBrWeb
(XHTML / CSS)
MFM Contabilidade e Consultoria S/S LTDA
Av. Anita Garibaldi, 850 - sala 812 - Torre Premium - Bairro Cabral - Curitiba/PR
CEP: 80540-180  |  Fone / Fax (41) 3086 1412