Últimas Publicações

Obrigações do Dia

  • 09/Abril/2020 – 5ª Feira.
  • ICMS | Substituição tributária.
saiba mais

Indicadores Econômicos

Moedas - 06/04/2020 15:55:14
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 5,350
  • 5,351
  • Paralelo
  • 4,530
  • 5,300
  • Turismo
  • 5,290
  • 5,610
  • Euro
  • 5,782
  • 5,786
  • Iene
  • 0,049
  • 0,049
  • Franco
  • 5,474
  • 5,477
  • Libra
  • 6,588
  • 6,592
  • Ouro
  • 275,270
  •  
Mensal - 04/03/2020
  • Índices
  • Jan/20
  • Dez/19
  • Inpc/Ibge
  • 0,19
  • 1,22
  • Ipc/Fipe
  • 0,29
  • 0,94
  • Ipc/Fgv
  • 0,59
  • 0,77
  • Igp-m/Fgv
  • 0,48
  • 2,09
  • Igp-di/Fgv
  • 0,09
  • 1,74
  • Selic
  • 0,38
  • 0,37
  • Poupança
  • 0,05
  • 0,05
  • TJLP
  • 5,09
  • 5,57
  • TR
  • -
  • -
saiba mais

A importância do contador para os pequenos negócios

É inegável a importância do contador para todas as empresas, inclusive negócios de menor porte. Especificamente nesses casos, porém, por contar com processos reduzidos e um grau de complexidade menor, algumas dúvidas costumam surgir: afinal, como funciona essa participação e quais contribuições esse profissional tem a fazer? Você também vive se fazendo essas perguntas? Então, chegou ao artigo certo!

Quer conhecer melhor o trabalho do contador, entender por que ele é um excelente parceiro para empresas dos mais variados ramos e portes, aproveitando para entender como a contabilidade online pode ajudar? Basta continuar com a leitura!

Qual a importância do contador na empresa?

Antes de mais nada, é importante lembrar que a contabilidade é um serviço mandatório. Isso significa que todas as empresas são obrigadas a ter um contador vinculado ao CNPJ. O papel desse profissional vai desde questões mais operacionais, da efetiva abertura do negócio às rotinas diárias, até as mais estratégicas, que ajudam no desenvolvimento da empresa.

Ainda vale ressaltar que isso independe do meio em que o empreendedor atua, sendo válido tanto para lojas físicas quanto para o ambiente virtual — caso dos e-commerces. Portando, se você possui um CNPJ e não é MEI, deve contratar um serviço de contabilidade.

A importância do contador na abertura da empresa

O contador participa dos trabalhos desde a fase de criação do plano de negócios, contribuindo para o amadurecimento do conceito, indicando as atividades ideais para incluir no CNPJ e, principalmente, elaborando um planejamento tributário que seja mais econômico — tudo dentro da lei, é claro.

A abertura do CNPJ trata-se de um processo fundamental e, ao mesmo tempo, bem delicado para as empresas, visto que é a fase em que todas as questões ligadas ao negócio são definidas, incluindo:

  • as atividades exercidas;
  • a natureza jurídica;
  • a existência (ou não) de sócios;
  • os custos com impostos.
  • Tudo isso forma a base jurídica e contábil do negócio. Precisa, portanto, ser feito com bastante cuidado para que não surjam problemas posteriormente — na emissão de documentos, na geração de relatórios, na prestação de contas ao Fisco, entre outras possibilidades.

A importância do contador na rotina do negócio

A contabilidade oferece as informações necessárias para que o empreendedor tenha controle sobre o próprio trabalho.

No que diz respeito às rotinas diárias, é o contador quem orienta o empreendedor a tomar as melhores decisões.

Esse trabalho é especialmente importante já que, em muitos casos, o gestor ainda não tem condições de contratar uma equipe para ficar por conta de todas essas operações.

Pode-se dizer, assim, que a relação entre contador e empreendedor é de parceria. Lembre-se, afinal, de que ambos têm o mesmo objetivo: adotar as melhores estratégias para o negócio a fim de conseguir obter resultados cada vez melhores — sempre agindo dentro da lei.

O que faz um contador em uma pequena empresa?

De modo geral, há rotinas que são idênticas para qualquer empresa, independentemente do seu porte. Nesse caso, estamos falando de atividades:

  • contábeis (demonstrações e balanços);
  • fiscais (impostos);
  • trabalhistas (folha de pagamento e pró-labore);
  • comerciais (emissão de nota fiscal).
  • Nesses casos, as atividades são padronizadas e podem ser facilmente automatizadas, como os lançamentos e a entrega da declaração de imposto de renda pessoa jurídica (para empresas que têm o mesmo regime tributário).

Em relação ao início do negócio, não tem muito jeito: a maioria dos empreendedores enfrenta diversas dificuldades. E não é para menos! É preciso se organizar para que o fluxo de trabalho flua ao mesmo tempo em que dá conta das questões contábeis. É aí que o contador entra.

Esse profissional entende as necessidades e as particularidades relativas ao porte e ao ramo de atuação da empresa (o que pode variar bastante entre um negócio e outro), buscando a partir daí lidar com toda a complexidade de suas operações da melhor maneira possível, sempre tendo a legislação como base.

Dessa maneira, ao longo de toda a parceria, ele ajuda não só indicando qual é o melhor caminho, mas também garantindo que as obrigações sejam cumpridas dentro do prazo e estejam condizentes com a realidade vivida pela empresa.

Fonte: Jornal Contábil - 11/12/2019

Site desenvolvido pela TBrWeb
(XHTML / CSS)
MFM Contabilidade e Consultoria S/S LTDA
Av. Anita Garibaldi, 850 - sala 812 - Torre Premium - Bairro Cabral - Curitiba/PR
CEP: 80540-180  |  Fone / Fax (41) 3086 1412