Últimas Publicações

Obrigações do Dia

  • 03/Abril/2020 – 6ª Feira.
  • ICMS | Refinador de petróleo e suas bases.
  • ICMS | Refinador de petróleo e suas bases.
  • ICMS
saiba mais

Indicadores Econômicos

Moedas - 01/04/2020 16:47:11
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 5,238
  • 5,240
  • Paralelo
  • 4,430
  • 5,190
  • Turismo
  • 5,210
  • 5,520
  • Euro
  • 5,721
  • 5,722
  • Iene
  • 0,049
  • 0,049
  • Franco
  • 5,411
  • 5,417
  • Libra
  • 6,501
  • 6,506
  • Ouro
  • 268,490
  •  
Mensal - 04/03/2020
  • Índices
  • Jan/20
  • Dez/19
  • Inpc/Ibge
  • 0,19
  • 1,22
  • Ipc/Fipe
  • 0,29
  • 0,94
  • Ipc/Fgv
  • 0,59
  • 0,77
  • Igp-m/Fgv
  • 0,48
  • 2,09
  • Igp-di/Fgv
  • 0,09
  • 1,74
  • Selic
  • 0,38
  • 0,37
  • Poupança
  • 0,05
  • 0,05
  • TJLP
  • 5,09
  • 5,57
  • TR
  • -
  • -
saiba mais

MEI está obrigado a declarar Imposto de Renda Pessoa Física 2020?

Claramente a vida de “pejota” nos deixa algumas dúvidas pois, nem tudo são flores nesse modelo de trabalho. Final do ano se aproximando e está na hora de se preocupar com a contabilidade.O famoso MEI (Microempreendedor Individual) tem, entre várias responsabilidades, a obrigatoriedade de declaração do DASN-SIMEI.

O DASN-SIMEI, que é a declaração Anual do Simples Nacional, é obrigatória para todas as pessoas que tem MEI, independente do rendimento tributável. Ou seja, se você faturou os 81 mil reais permitidos ou zero, precisa fazer a declaração.

Mas o “pejota” não responde apenas por pessoa jurídica, mas também responde pela pessoa física. Afinal, o CPNJ não anulou o CPF e suas responsabilidades. Por isso, declarar o DASN-SIMEI não substitui a declaração do IRPF.

Quem deve declarar IRPF?

Atualmente a Receita Federal obrigada a declaração para os seguintes casos:

  •     contribuintes que receberam ao longo de 2019, rendimentos tributáveis (salário, veículo e pensão alimentícia, por exemplo) que totalizaram mais de R$ 28.559,70.
  •     assalariados, aposentados ou pensionistas com renda mensal superior a R$ 1.903,98;
  •     contribuintes que tiveram rendimentos não tributáveis (seguro desemprego, vale transporte e indenização por roubo, por exemplo) acima de R$ 40.000,00;
  •     enquanto isso, para trabalhadores rurais é obrigatório fazer a declaração do imposto de renda, caso o rendimento anual bruto de renda rural tenha sido superior a R$ 128.308,50;
  •     contribuintes que investiram qualquer valor em ações em bolsa, criptomoedas ou similares;
  •     contribuintes com imóvel ou terrenos em suas posses, com valor superior a R$ 300 mil;
  •     trabalhadores que optarem pela isenção de imposto de renda 2019 sobre o valor da venda de imóveis, desde que esse valor seja usado para a compra de outro imóvel no Brasil em até 180 dias.

Então se você está entre esses critérios, precisa declarar IRPF. Mas se está na dúvida para saber se o que recebeu enquanto “pejota”, entra na parte de “rendimentos tributáveis que totalizam mais de R$ 28.559,70”, continue a leitura.
Como calcular rendimento tributável para MEI?

Basicamente o cálculo é:

Receita bruta anual R$ 50.000,00

Despesas do MEI R$ 8.000,00

Lucro evidenciado R$ 50.000,00 – R$ 8.000,00 = R$ 42.000,00

Parcela isenta R$ 50.0000,00 * 0,32 = 16.000,00

Rendimento tributável R$ 50.000,00 – 16.000,00 = 34.000,00

OBS: Neste caso, usamos o percentual de 32 para sabermos a parcela isenta, pois utilizamos percentuais de isenção baseado em um registro de MEI para serviços. O contribuinte deve atentar-se nessa informação para calcular.

Nesse exemplo o rendimento tributável fo ide R$ 34.000,00. Logo, é necessária a declaração de IRPF fora a do DASN-SIMEI.

Fonte: Jornal Contábil - 23/12/2019

Site desenvolvido pela TBrWeb
(XHTML / CSS)
MFM Contabilidade e Consultoria S/S LTDA
Av. Anita Garibaldi, 850 - sala 812 - Torre Premium - Bairro Cabral - Curitiba/PR
CEP: 80540-180  |  Fone / Fax (41) 3086 1412