Últimas Publicações

Obrigações do Dia

  • 26/Fevereiro/2020
  • IOF | Imposto sobre Operações Financeiras.
  • IRRF | Imposto de Renda Retido na Fonte.
saiba mais

Indicadores Econômicos

Moedas - 24/02/2020 17:48:24
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 4,388
  • 4,389
  • Paralelo
  • 4,360
  • 4,610
  • Turismo
  • 4,220
  • 4,570
  • Euro
  • 4,762
  • 4,765
  • Iene
  • 0,040
  • 0,040
  • Franco
  • 4,483
  • 4,486
  • Libra
  • 5,673
  • 5,676
  • Ouro
  • 232,000
  •  
Mensal - 03/12/2019
  • Índices
  • Set
  • Out
  • Inpc/Ibge
  • -0,05
  • 0,04
  • Ipc/Fipe
  • -
  • 0,16
  • Ipc/Fgv
  • -
  • -0,09
  • Igp-m/Fgv
  • -0,01
  • 0,68
  • Igp-di/Fgv
  • 0,50
  • 0,55
  • Selic
  • 0,46
  • 0,48
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,59
  • 0,59
  • TR
  • -
  • -
saiba mais

Como reduzir o pagamento de impostos como PJ? Confira essas 5 dicas

Uma das grandes preocupações de prestadores de serviço é como conseguir pagar menos impostos sendo PJ. Afinal, os tributos estão entre os grandes custos do trabalho desse tipo de profissional.

Além dos gastos normais com materiais (quando existem), marketing para captação de clientes e outros, um PJ ainda precisa pagar impostos do próprio bolso, o que reduz os seus ganhos.

Mas é possível pagar menos impostos sendo PJ? Dá para organizar a sua vida contábil de modo a aproveitar a liberdade e autonomia de ser um profissional liberal sem pagar muito por isso?

Claro que sim. Se você quer saber como, confira as 5 dicas que listamos para ajudar você.

1. Escolha O Enquadramento Tributário Correto
Você sabia que grande parte dos profissionais liberais paga mais impostos do que deveria originalmente? Parte desse problema está no regime tributário escolhido pelo profissional.

Ao todo, existem três principais enquadramentos tributários para escolher: o Simples Nacional, o Lucro Real e o Lucro Presumido.

Além deles, ainda existe o Inova Simples para startups e o MEI para Microempreendedores Individuais. O problema do MEI para profissionais liberais é que nem todas as profissões se encaixam nos seus requisitos e o limite de faturamento anual (R$81.000,00 por ano) é baixo demais.

Dentre os três principais enquadramentos contábeis, existem diferenças de impostos pagos e alíquotas dependendo de cada caso. Para muitos profissionais o Simples Nacional, por exemplo, é uma ótima opção.

No entanto, para outros, o Lucro Presumido ou Real é a alternativa com menos gastos. Por isso, é importante analisar cada caso antes de tomar a sua decisão.

2. Estabeleça Um Planejamento Tributário Para Pagar Menos Imposto Sendo PJ
Parte dos gastos tributários de um profissional liberal são gerados por multas ao não pagar os impostos em dia. Isso encarece ainda mais a sua atuação profissional.

No pior dos casos, a Receita Federal pode interpretar os atrasos e falhas como sonegação fiscal, o que gera consequências ainda piores.

Por isso, é essencial acompanhar a agenda tributária de 2020 para garantir que você terá um planejamento tributário adequado para pagar todos os tributos sem perder nenhuma data.

3. Analise Possíveis Incentivos Fiscais Na Sua Área
Um dos mecanismos de políticas públicas para o desenvolvimento de áreas e segmentos econômicos na sociedade é a liberação de incentivos fiscais.

Por exemplo, a Zona Franca de Manaus conta com incentivos fiscais, além de uma infraestrutura já em ordem, para estimular a implementação de operações fabris de alta tecnologia na região.

Enquanto isso, cidades, regiões e estados podem estabelecer outros incentivos fiscais para estimular o empreendedorismo em seus domínios,  podendo ajudar você a pagar menos impostos sendo PJ.

No entanto, esses incentivos quase nunca são “automáticos, ou seja: eles não aparecem sem que você faça nada por isso. É necessário pesquisar a existência dos descontos para aplicá-los em sua vida contábil, especialmente porque a maioria exige algum tipo de adaptação ou documentação.

Por isso, analise a possibilidade de encontrar incentivos fiscais na sua área de atuação ou na sua cidade para economizar no gasto com tributos.

4. Troque O Pró-Labore Pelos Lucros E Dividendos
Se você já pesquisou um pouco sobre o básico de administração e contabilidade, sabe que existe o pró-labore como ferramenta para que você ganhe um “salário” da sua atuação profissional.

O pró-labore é uma ferramenta muito interessante para ajudar a diferenciar as contas da sua atuação como profissional liberal (que é, em essência, uma empresa) e as suas contas pessoais como o seu aluguel e coisas do tipo.

No entanto, o pró-labore pode gerar um desconto tributário de até 48% do seu valor por causa dos impostos presentes nele. Enquanto isso, a sua remuneração em distribuição de lucros é isenta de imposto de renda, o que a torna mais vantajosa.

5. Contrate Uma Consultoria De Contabilidade Para Ajudar A Pagar Menos Impostos
Uma dica importante para que você possa pagar menos impostos sendo PJ é contratar uma consultoria de contabilidade para auxiliar na sua atuação.

Além de tirar dúvidas e ajudar a cumprir os seus compromissos contábeis, a consultoria trabalha proativamente para diminuir a carga de impostos que você tem de pagar, de modo a tornar a sua atividade profissional mais leve.

Para completar, além de economizar com os impostos, a consultoria ainda aumenta a sua produtividade. Imagine, por exemplo, que você cobra R$50,00 por hora de trabalho e gasta 1 hora por dia para cumprir as suas obrigações contábeis.

Em uma semana, são R$250,00 “perdidos” ao cuidar dessas tarefas de contabilidade. Em um mês, são R$1.000,00. Ao contratar uma consultoria, você fica livre para ocupar essas horas com clientes, o que gera uma renda extra que compensa o pagamento da consultoria.

Conteúdo original Consultoria RR | 23/01/2020.

Site desenvolvido pela TBrWeb
(XHTML / CSS)
MFM Contabilidade e Consultoria S/S LTDA
Av. Anita Garibaldi, 850 - sala 812 - Torre Premium - Bairro Cabral - Curitiba/PR
CEP: 80540-180  |  Fone / Fax (41) 3086 1412