Últimas Publicações

Obrigações do Dia

  • 03/Junho/2020 – 4ª Feira.
  • ICMS | Refinador de petróleo e suas bases.
  • ICMS | Refinador de petróleo e suas bases.
  • ICMS
saiba mais

Indicadores Econômicos

Moedas - 01/06/2020 09:36:27
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 5,319
  • 5,320
  • Paralelo
  • 4,840
  • 5,620
  • Turismo
  • 5,410
  • 5,630
  • Euro
  • 5,907
  • 5,911
  • Iene
  • 0,049
  • 0,049
  • Franco
  • 5,529
  • 5,532
  • Libra
  • 6,591
  • 6,594
  • Ouro
  • 302,600
  •  
Mensal - 04/03/2020
  • Índices
  • Jan/20
  • Dez/19
  • Inpc/Ibge
  • 0,19
  • 1,22
  • Ipc/Fipe
  • 0,29
  • 0,94
  • Ipc/Fgv
  • 0,59
  • 0,77
  • Igp-m/Fgv
  • 0,48
  • 2,09
  • Igp-di/Fgv
  • 0,09
  • 1,74
  • Selic
  • 0,38
  • 0,37
  • Poupança
  • 0,05
  • 0,05
  • TJLP
  • 5,09
  • 5,57
  • TR
  • -
  • -
saiba mais

Auxílio emergencial: Quem foi cortado do bolsa família pode receber?

O auxílio emergencial de R$ 600 do governo foi sancionada no dia 1 de abril e já está sendo pago e será pago para os trabalhadores informais, microEMPREENDEDORes individuais (MEI), desempregados e para os inscritos no CadÚnico.

Os brasileiros cadastros no programa Bolsa Família também estão inclusos no recebimento do benefício.

Porém se o cidadão que recebia o Bolsa Família teve o benefício cortado, devera verificar as regras e exigências para conseguir receber o benefício. Por exemplo, sendo trabalhador informal ou estando inscrito no Cadastro Único.

As regras do auxílio emergencial informa que o benefício será pago em um valor de R$ 600 reais pelo período de três meses.

Porém, as mulheres que são mães e chefes de família, terão direito ao valor de R$1,2 mil por mês, também por três meses.

Para receber o auxílio emergencial é preciso que o cidadão se encaixe em uma das condições:

  •     Ser titular de pessoa jurídica (Micro EMPREENDEDOR Individual, ou MEI);
  •     Estar inscrito Cadastro Único (CadÚnico) para Programas Sociais do Governo Federal até o último dia dia 20 de março;
  •     Cumprir o requisito de renda média (renda mensal de até MEIo salário mínimo por pessoa, e de até 3 salários mínimos por família) até 20 de março de 2020;
  •     Ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social.

Confira a baixo todos os requisitos que o beneficiário deve cumprir para receber o benefício:

  •     ser maior de idade;
  •     ter renda mensal de até MEIo salário mínimo por pessoa ou seja R$ 522,50;
  •     possuir uma renda mensal até 3 salários mínimos (R$ 3.135) por família;
  •     não receber benefício previdenciário, assistencial ou seguro-desemprego ou de outro programa de transferência de renda federal que não seja o Bolsa Família
  •     não ter recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018.

Aqueles que possuem inscrição no Cadastro Único serão o primeiro grupo a receber. Estes, e os associados ao Bolsa Família serão contemplados automaticamente.

Fonte: Jornal Contábil - 16/04/2020

Site desenvolvido pela TBrWeb
(XHTML / CSS)
MFM Contabilidade e Consultoria S/S LTDA
Av. Anita Garibaldi, 850 - sala 812 - Torre Premium - Bairro Cabral - Curitiba/PR
CEP: 80540-180  |  Fone / Fax (41) 3086 1412