Últimas Publicações

Obrigações do Dia

  • 09/Junho/2020 – 3ª feira.
  • ICMS | Substituição tributária.
saiba mais

Indicadores Econômicos

Moedas - 04/06/2020 16:04:28
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 5,103
  • 5,106
  • Paralelo
  • 4,720
  • 5,480
  • Turismo
  • 5,080
  • 5,390
  • Euro
  • 5,789
  • 5,795
  • Iene
  • 0,047
  • 0,047
  • Franco
  • 5,342
  • 5,346
  • Libra
  • 6,439
  • 6,443
  • Ouro
  • 276,880
  •  
Mensal - 04/03/2020
  • Índices
  • Jan/20
  • Dez/19
  • Inpc/Ibge
  • 0,19
  • 1,22
  • Ipc/Fipe
  • 0,29
  • 0,94
  • Ipc/Fgv
  • 0,59
  • 0,77
  • Igp-m/Fgv
  • 0,48
  • 2,09
  • Igp-di/Fgv
  • 0,09
  • 1,74
  • Selic
  • 0,38
  • 0,37
  • Poupança
  • 0,05
  • 0,05
  • TJLP
  • 5,09
  • 5,57
  • TR
  • -
  • -
saiba mais

Aposentadoria Especial: Novas profissões agora garantem o benefício

Sabemos que a aposentadoria Especial é concedida para aqueles que, por conta de sua atividade laborativa são constantemente expostos a um ambiente insalubre ou perigoso, colocando em risco portanto, sua saúde e sua vida. 

A aposentadoria Especial permite que o trabalhador se aposente antes da aposentadoria por idade, isto porque, esteve exposto a agentes nocivos ou a atividades perigosas durante toda sua vida, portanto, essa aposentadoria com regras especiais é uma forma de “recompensar” essa atividade tão arriscada para a vida e a saúde. 

A Reforma da Previdência trouxe consigo novas profissões que garantem a aposentadoria Especial e dentre essas profissões encontram-se: vigilantes, armados e desarmados, transportadora de valores, eletricitários, guardas-civis municipais, mineradores, trabalhadores que se encontram expostos a explosivos ou armamentos. 

Portanto, a partir da vigência da Reforma da Previdência, essas novas profissões passam a adquirir o direito de se aposentar de acordo com as regras da aposentadoria Especial.  

Para que se tenha direito a se aposentar pelas regras especiais, é necessário que se comprove que a atividade exercida expõe o trabalhador ao risco iminente, através de um formulário eletrônico, realizado pelo empregador para a Previdência. 

É importante que se lembre que, para a Previdência, leva-se em consideração a atividade exercida e não apenas a anotação na carteira profissional. 

Porém, ainda que tais trabalhadores se aposentem pelas regras da aposentadoria Especial, ainda assim, com a Reforma da Previdência precisam atingir a idade mínima de 55, 58 ou 60 anos a depender da gravidade e da exposição de risco que o beneficiário se encontra. 

Ademais, se o caso se encaixar nas regras de transição, o trabalhador deverá cumprir a soma do tempo mínimo de contribuição e a idade através dos pontos 66, 76 e 86, também a depender da gravidade do setor que se encontra. 

Conteúdo original de autoria por Cristiane Oliveira Advocacia | 23/04/2020.

Site desenvolvido pela TBrWeb
(XHTML / CSS)
MFM Contabilidade e Consultoria S/S LTDA
Av. Anita Garibaldi, 850 - sala 812 - Torre Premium - Bairro Cabral - Curitiba/PR
CEP: 80540-180  |  Fone / Fax (41) 3086 1412